Deadpool e o super-poder dos fãs

9 Flares Twitter 4 Facebook 5 9 Flares ×

Seja bem-vindo a nova coluna do Bloco Q, esse espaço será dedicado aos super-heróis, que estão no auge da sua performance no cinema e na TV, tendo uma agenda lotada de estreias até 2020. A coluna será dividida em duas partes, a primeira parte será um resumo com as notícias da semana relacionadas a produções do gênero, na segunda parte vamos discutir algum assunto mais específico, detalhar mais, contar curiosidades, enfim, vamos discutir o que está sendo produzido.

Então tá, explicada essa parte, partimos para o que interessa, hoje vamos falar do Deadpool, o mercenário tagarela da Marvel.

deadpool wrecking ball

Em um ano não tão distante, mais precisamente 2009 chegava aos cinemas X-Men Origens: Wolverine, o filme contava com o Deadpool no elenco, mas em uma decisão bem estúpida do estúdio (Fox), o personagem foi transformado em um vilão com a boca costurada, ignorando completamente as características dele nos quadrinhos, o resultado de tudo isso foi uma grande revolta dos fãs que até hoje torcem o nariz quando falam do filme, considerado uma das grandes decepções em termos de filme de super-herói. Em tempo, o ator contratado para interpretar o personagem foi Ryan Reynolds.

Passado esse fracasso, os fãs começaram a pedir justiça pelo personagem, queriam vê-lo nas telonas, mas no seu estilo mais característico, sendo mercenário e tagarela. O ator Ryan Reynolds entrou nessa torcida, e deixava isso claro em entrevistas e em postagens na internet.

Eis que em julho de 2014 “vaza” na internet um teste para o filme todo em CGI, dirigido por Tim Miller com roteiro de Rhett Reese e Paul Wernick, e o ator Ryan Reynolds dublando o personagem e servindo como modelo para a captura de movimentos. A responsável pelo teste foi a Blur Studios, que dias depois desse vazamento divulgou o vídeo de forma oficial. Todos os fãs do personagem foram a loucura, eles estavam vendo a realização de um sonho, era aquela versão que eles queriam na telona, foi então que começou a pressão em cima da Fox, para produzir o filme, mais uma vez o Ryan reforça a torcida pelo filme, e em 18 de setembro de 2014 a Fox finalmente confirma a produção do filme.

 
Os primeiros nomes a serem confirmados na produção foram o do diretor Tim Miller, e para o roteiro  Rhett Reese e Paul Wernick. Só no final do ano de 2014 que o estúdio confirmou o Ryan Reynolds como protagonista do filme.

No começo de 2015 o filme começou a ser produzido e o protagonista do filme começou a liberar imagens dessa produção na sua conta do twitter @VancityReynolds, aumentando ainda mais a ansiedade dos fãs, e ajudando a subir o hype do filme, um “medidor” de expectativa que é levado muito em conta pelos estúdios dos Estados Unidos. Em 29 de setembro sai a primeira imagem do filme diretamente do twitter do ator:

Deadpool

O twitter do ator continuou servindo como base da divulgação do filme, com várias imagens oficiais. No dia 1º de abril veio a confirmação de outro grande desejo dos fãs, um filme com classificação indicativa +16, em uma entrevista com o apresentador Mario Lopez, primeiro o Ryan Reynolds fala que o filme seria classificação livre, mas eis que o próprio Deadpool aparece, elimina o apresentador e confirma a classificação +16.

O primeiro grande evento a contar com um painel sobre o filme foi a San Diego Comic-Con:

Deadpool-Comic-Con-2015-Photo

Foi lá que exibiram o primeiro trailer, com exclusividade para os fãs que estavam no evento, mesmo em um dia em que tivemos um painel de Batman vs Superman com o elenco inteiro e com um trailer, Deadpool conseguiu se destacar, considerado por muitos o melhor trailer do dia, Ryan Reynolds subiu ao palco e agradeceu aos fãs, o filme só foi produzido graças a todos os fãs que pediram muito. O trailer satirizou até o fato do filme anterior de super-herói estrelado pelo Ryan, Lanterna Verde, ser um grande fracasso.

Passadas 3 semanas da Comic-Con o trailer finalmente veio para a internet, lançado de forma oficial, não sem antes claro rolar umas piadinhas para aumentar a expectativa:

 

Então é isso, o filme é +16, vai contar a origem do personagem, vai quebrar a quarta parede (ele vai dialogar com o público, assim como nos quadrinhos), tem muita ação, sangue, palavrão, tem a brasileira Morena Baccarin no elenco e uma nova versão do mutante Colossus.

Enfim, agora que você já sabe toda a trajetória do Deadpool no cinema, podemos falar sobre a importância dos fãs na produção desse filme, se eles não demonstrassem interesse e fizessem campanhas na internet, o filme nunca ia sair, ainda mais tendo classificação indicativa para maiores, pois uma boa parte do público dos filmes de super-heróis está entre os mais novos. É uma grande aposta do estúdio, é um grande risco, mas se os fãs lutaram tanto pelo filme até agora, acredito que os mesmos não vão deixar que o filme seja um fracasso no cinema. A Fox tem bons filmes e filmes muito ruins em seu currículo, então sempre fica aquela expectativa para ver o que ela vai aprontar dessa vez. Particularmente, Deadpool é um dos filmes que eu mais quero ver em 2016, mesmo tendo Batman vs Superman e Guerra Civil, porque será algo novo, que vai trazer uma nova perspectiva para os filmes de heróis. Estou ansioso e se você chegou até o final desse texto provavelmente também está.

Deadpool chega aos cinemas em 11 de fevereiro de 2016, e além de Ryan Reynolds tem no elenco Morena Baccarin (Copycat), Briana Hildebrand (Negasonic Teenage Warhead), Ed Skrein (Ajax), Gina Carano (Angel Dust) e T.J. Miller (Weasel). O diretor é Tim Miller e o roteiro de Rhett Reese e Paul Wernick (dupla de Zumbilândia).

Deadpool poster

9 Flares Twitter 4 Facebook 5 9 Flares ×